Loading...

Quem sou eu

Minha foto
Não pensem que criei este blog na intenção de te comover,criei pra poder escrever minhas poesias,mostrar um pouco do que sou e tbém compartilhar experiências,por isto seus comentários são importantes...ahhh tem mais aqui vou postar coisas engraçadas de meu tratamento para que caia esta imagem monstro de quimioterapia,pq nem sempre cai cabelo,nem sempre se passa mal,nem sempre se tem dias contados e principalmente que o preconceito desabe e que as pessoas comecem encarar o câncer como uma doença séria mas nada incomum,tbém para que parem de visualizar uma pessoa portadora do câncer como fase terminal ou cadavérica e talzzzzzz,vou postar meu dia a dia e isto quer dizer que ainda terão capitulos adicionas em COMO TUDO COMEÇOU....aff ki parece novela né???? mas não é mesmo....só que agora preciso fazer outras coisas,por exemplo:cuidar de minha colheita feliz para que minhas plantinhas vivam e muito assim como eu ..rsrs.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Despedida

Minha mãe partiu dia 13 de setembro, após quatro longos dias de internação. Partiu deste mundo, mas ainda vive nas lembranças sempre boas de seus familiares, amigos e de todos os que tiveram a sorte de conhecê-la. Apesar de nossa dor, o que fica na memória são os sorrisos, a luta e seu jeito maravilhoso de encarar os problemas. Fica também o seu recado de valorização dos pequenos (e grandes) prazeres da vida e do amor incondicional às pessoas.

Saudade

Mamãe, gostaria de dizer tanta coisa agora, mas está difícil. Falaram-me que a vida continua, mas era mentira. Minha vida agora se arrasta, segue incompleta. Eu sei que você não iria querer nos ver sofrendo, só que não consigo, não tem como. Sinto como se tivessem arrancado um pedaço de mim. É um vazio muito grande, é uma dor que me sufoca. Ainda não consigo falar sobre o que você foi para nós. Meus olhos embaçam, a voz fica embargada, não sai. Queria que você soubesse, mesmo sentindo que você sabe, o quanto as pessoas te amavam. Você foi forte por tanto tempo, lutou tanto, ensinou tanto e deu um exemplo que vai ficar para sempre. Eu te garanto mamãe, que, nessa luta contra o câncer, você venceu. Você lutou até o fim, agarrou-se até o último fio de vida para mostrar o que ela significa, para nos ensinar a valorizar cada segundo com quem se ama, valorizar toda a beleza que existe no mundo. Cumpriu sua missão na Terra e é por isso que tento não chorar, porque também sei que você segue eterna, em algum lugar e dentro de mim. Ouvi tanta gente dizendo o quanto você foi guerreira, o quanto era alegre e como você iluminava os lugares com sua felicidade, com a sua paixão pelas pessoas, pela vida. Espero que, apesar de toda a incompreensão diante da nossa existência, as pessoas entendam o seu recado. Tenho muito orgulho de você, sinto-me honrada e grata por ser sua filha, por ter tido o privilégio de passar minha vida do seu lado, por ter recebido seu amor infinito. Não vou mentir, a saudade dói, dilacera. É devastador saber que não poderei sentir seu abraço, ouvir suas broncas, chorar no seu ombro, ver você toda vestida de azul e te chamar de “meu pedacinho do céu”. O ser humano é assim mesmo, egoísta. Mas prometo tentar compensar seu esforço em nos ver bem, em nos ver felizes e cheios de força. Amo você, dona mãe, sempre vou amar.